Arquivo da categoria: NOTÍCIAS

João Victor está desaparecido há um ano, jovem foi visto pela última vez no dia 27 de maio de 2021

Nesta sexta-feira, 27 de maio, completa um ano que a família de João Victor Raymundo está à sua procura.

O jovem de 16 anos, foi visto pela última vez no dia 27 de maio de 2021, quando saída da casa de sua avó no bairro Cidade Nova em Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense.

De acordo com a família de João Victor, o jovem estava usando um casaco ¨corta vento¨, uma bermuda preta e havaianas branca.

Para o Jornal na Boca do Povo, a irmã de João Victor disse que tem sido muito difícil para a família passar todo esse tempo sem notícias.

A família pede que caso alguém tenha alguma notícia sobre o jovem que entrem em contato pelos telefones: (22) 9 8133-2819 / (22) 9 8128-8766.

Pádua, Aperibé, Itaocara e Cambuci apresentam alta incidência de dengue, diz SES

Regiões Noroeste e Norte apresentam alta transmissão

Os casos de dengue no estado do Rio de Janeiro tiveram um aumento de 177,6% nos cinco primeiros meses deste ano quando comparados com o mesmo período de 2021. O levantamento da Secretaria de Estado de Saúde (SES) mostrou que, em relação a 2020, o aumento foi de 20,5% nos casos registrados. A análise faz parte do terceiro boletim epidemiológico de dengue de 2022, que compara as semanas epidemiológicas 01 a 19 (08.05 a 14.05) dos anos de 2020, 2021 e 2022.

– O levantamento mostra que não podemos descuidar da dengue. Precisamos ficar alerta para que não tenhamos uma epidemia em todo o estado no final deste ano, início do ano que vem. E a hora de agir é agora. O mosquito da dengue vive principalmente dentro das nossas casas, por isso é tão importante que todos dediquem 10 minutos por semana para combater os focos – afirmou o secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe.

Dos 4.178 casos registrados neste ano,1.672 foram notificados na capital, que tem taxa de transmissão de 24,8 por 100 mil habitantes. Quando esse índice ultrapassa 300 por 100 mil habitantes, considera-se um cenário de alta transmissão, ou epidemia. As regiões Noroeste e Norte apresentam alta transmissão sustentada da doença, com 1.328 casos nos cinco primeiros meses deste ano e a taxa de incidência ultrapassando o limite endêmico. Na Região Noroeste, a taxa de incidência é a mais alta do estado, com 248 casos por 100 mil habitantes. A Região Norte vem em segundo lugar, com 48 casos por 100 mil habitantes.

Os municípios de Aperibé e Cambuci, na Região Noroeste, apresentaram incidência maior de 500 por 100 mil habitantes. Já nas cidades de Itaocara, Santo Antônio de Pádua e Cardoso Moreira, na Região Noroeste, e Carapebus, na Região Norte, o índice foi maior que 300. O sorotipo DENV-2 (dengue tipo 2) é predominante no estado, sendo registrado em 31 municípios, ou seja, 33,7% do território.

– Essa análise é importante para que possamos planejar as ações, porque o vírus tipo 2 da dengue circulou no estado em 2007 e 2008. Uma parte importante da população ainda não teve contato com esse sorotipo e, portanto, pode se contaminar. Existem quatro tipos de dengue, e as pessoas podem pegar os quatro – esclarece Chieppe.

A Subsecretaria de Vigilância e Atenção Primária à Saúde monitora diariamente o cenário epidemiológico da dengue no estado e desenvolve ações de apoio às vigilâncias municipais no controle das arboviroses. Ações de controle vetorial estão sendo realizadas nas nove regiões do estado, com distribuição de inseticida, monitoramento das visitas domiciliares realizadas pelos 92 municípios, envio de insumos e cadeiras de hidratação, treinamentos e capacitações presenciais, além de assessoramento das equipes municipais na investigação dos óbitos suspeitos causados por arboviroses, com base no Protocolo de Investigação de Óbitos por Arboviroses Urbanas, do Ministério da Saúde, e visitas pelas equipe do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) e vigilâncias epidemiológica e ambiental, entre outras ações.

A Secretaria reforça a importância da prevenção. É necessário que a população não se esqueça dos cuidados em casa, como limpar e esvaziar os pratos dos vasos de plantas, manter as caixas d’água, cisternas e outros recipientes de armazenamento d’água bem fechados, evitar deixar garrafas e pneus em locais onde possam acumular água, entre outras medidas. Dez minutos por semana dedicados a evitar a dengue podem salvar vidas.

Central de Libras realiza primeiro dia de oficina em Itaperuna

Em Itaperuna, RJ, a Central de Libras realizou o primeiro dia de Oficina de Libras, para a primeira turma de inscritos, interessados em aprender a linguagem de sinais.

O encontro aconteceu durante esta semana e as oficinas são ministradas no Centro Integrado de Atendimento à Mulher (CIAM), com o tempo de duração de três meses.

De acordo com Olliver Trajano, secretário Municipal de Assistência Social, Trabalho e Habitação, as oficinas são de extrema importância para promover a inclusão na cidade.

“Quanto mais pessoas aprenderem Libras, mais espaços se tornam acessíveis e mais pessoas surdas podem ocupá-los. Nosso objetivo é expandir ainda mais esse projeto que está só no começo. A Central de Libras veio para fazer a diferença. Em breve novas turmas estarão disponíveis e a sua participação é fundamental. Parabéns a toda equipe por esse trabalho”, diz o secretário.

CENTRAL DE LIBRAS

A Central de Libras, novo equipamento da Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Habitação; é voltada para criação de políticas públicas, além de suporte aos os surdos da cidade. Dentre os objetivos do espaço, promover acessibilidade no âmbito municipal aos cidadãos surdos, que necessitam de apoio linguístico para acessar os espaços públicos e os serviços oferecidos pelo município.

O solicitante ou seu representante só precisará ir até a Central, agendar a presença do intérprete no local do serviço necessário para tradução. Estão disponíveis serviços para consultas médicas, Detran, agências bancárias e todas demandas que forem necessárias para o avanço da inclusão.

A Central de Libras funciona na sede da Prefeitura de Itaperuna, localizada na Rua Isabel Vieira Martins, 131, Bairro Cidade Nova.

Cartórios de registro civil começam a emitir a Carteira Nacional de Habilitação

Para ampliar o atendimento à população e reduzir a demanda reprimida em razão da pandemia, o Detran.RJ e a Associação de Registradores de Pessoas Naturais do Estado do Rio de Janeiro (Arpen-RJ) assinaram convênio para emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) em cartórios de registro civil do estado. O atendimento ao público começa nesta quarta-feira, dia 25, em 16 cartórios localizados em diversos pontos do estado, como nos bairros do Catete, Botafogo, Ilha do Governador, Centro, Barra da Tijuca, São Cristóvão e Santa Cruz, na capital fluminense, além dos municípios de Petrópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Maricá, Duque de Caxias e Nova Friburgo.

Em relação à CNH, os serviços disponíveis para o público são: primeira e segunda via do documento, renovação, alteração de dados e de categoria da carteira. Daqui a cerca de 20 dias, o serviço será ampliado, e 33 cartórios fluminenses estarão capacitados para a emissão da CNH. O convênio entre Detran.RJ e Arpen-RJ é respaldado pela Corregedoria do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Até o mês que vem, com a adesão dos 33 cartórios, a estimativa é que estejam sendo emitidas, pelos novos parceiros do Detran.RJ, cerca de 30 mil CNHs por mês.

Nesta parceria entre o Detran.RJ e os cartórios do Estado do Rio, o usuário não precisará realizar agendamento para a realização do atendimento, bastando chegar ao posto com os seguintes documentos: Carteira de Identidade original, CPF e comprovante de residência. O Duda (Documento Único de Arrecadação) deverá ser pago previamente no Bradesco. Pelo serviço, os cartórios cobrarão uma taxa de conveniência de R$ 44,30. Além da emissão da CNH, os cartórios também estão habilitados para a emissão da segunda via da carteira de identidade.

– O Detran.RJ quer facilitar, cada vez mais, a vida dos cidadãos fluminenses, seja em serviços digitais ou presenciais. Já oferecemos a carteira de identidade digital para a população, além do Posto Digital, que viabiliza diversos serviços para os proprietários de veículos com o uso de celular ou computador. Agora, para facilitar o acesso dos usuários aos serviços, com o respaldo da Corregedoria do Tribunal de Justiça do Estado, estamos possibilitando a emissão de CNHs em cartórios de registro civil, o que vai ampliar a capacidade de oferta, com a vantagem de não ser necessário agendar previamente o serviço – afirma o presidente do Detran.RJ, Adolfo Konder.

– A viabilização deste convênio junto ao Detran trará múltiplos benefícios à população fluminense. Ao disponibilizarmos os cartórios como postos de atendimento, cresce a capilaridade e também a agilidade na emissão das carteiras, já que não haverá necessidade de agendamento. Estamos empenhados em tornar os cartórios cada vez mais em Ofícios da Cidadania, facilitando a vida do cidadão no que diz respeito aos atos mais primordiais da vida civil – diz o presidente da Arpen-RJ, Humberto Monteiro da Costa.

Observação importante: os dias e horários de funcionamento para emissão da CNH variam de acordo com cada cartório. O usuário deve ligar antes para se informar.

Secretaria de Saúde de Itaperuna disponibiliza testes rápidos de gravidez nas UBS

A Prefeitura de Itaperuna, RJ, através da Secretaria Municipal de Saúde iniciou mais um serviço no processo de descentralização da marcações e agendamentos de exames.

Agora, todas as UBS (Unidade Básica de Saúde) do município contam com a realização de testes rápidos de gravidez.

De acordo com Adriana Levone, secretária Municipal de Saúde, este é mais um serviço que demonstra o compromisso da Prefeitura de Itaperuna com a população.

“Nós estamos disponibilizando os testes de gravidez nas UBS, visando facilitar a vida das pessoas. Agora, não é mais necessário o deslocamento até o Centro de Saúde Dr. Raul Travassos. É possível ir até a UBS mais próxima da residência, e realizar o teste lá, junto à equipe de profissionais que atende em cada bairro e distrito. Esse é mais um compromisso da Prefeitura com a nossa população”, comenta a secretária.

Adriana ainda lembrou que o prefeito Alfredo Paulo Marques Rodrigues, Alfredão; bem como o vice-prefeito Emanuel Medeiros, o Nel, estão constantemente na Secretaria de Saúde, acompanhando os trabalhos das equipes.

“Tanto o prefeito Alfredão, como o vice-prefeito Nel são bastante dedicados e presentes no dia a dia da Secretaria Municipal de Saúde, acompanhando de perto nosso trabalho, além de participarem das tomadas de decisões. Todo esse apoio é muito importante para que, juntos, possamos trabalhar cada vez mais, por uma Saúde de qualidade para o município itaperunense”, finaliza a secretária Adriana Levone.

DECOM – Itaperuna

Imagem: reprodução da Internet | Freepik